Conectivos

Conectivos são conjunções que ligam as orações, estabelecem a conexão entre as orações nos períodos compostos e também as preposições, que ligam um vocábulo a outro.

O período composto é formado de duas ou mais orações. Quando essas orações são independentes umas das outras, chamamos de período composto por coordenação. Essas orações podem estar justapostas (sem conectivos) ou ligadas por conjunções (= conectivos).

CONECTIVOS coordenativos são as seguintes conjunções coordenadas: ADITIVAS (adicionam, acrescentam): e, nem (e não),também, que; e as locuções: mas também, senão também, como também…
Ela estuda e trabalha.

ADVERSATIVAS (oposição, contraste): mas, porém, todavia, contudo, entretanto, senão, que. Também as locuções: no entanto, não obstante, ainda assim, apesar disso.
Ela estuda, no entanto não trabalha.

ALTERNATIVAS (alternância): ou. Também as locuções ou…ou, ora…ora, já…já, quer…quer…
Ou ela estuda ou trabalha.

CONCLUSIVAS (sentido de conclusão em relação à oração anterior): logo, portanto, pois (posposto ao verbo).Também as locuções: por isso, por conseguinte, pelo que…
Ela estudou com dedicação, logo deverá ser aprovada.

EXPLICATIVAS (justificam a proposição da oração anterior): que, porque, porquanto…
Vamos estudar, que as provas começam amanhã.

Quando as orações dependem sintaticamente umas das outras, chamamos período composto por subordinação. Esses períodos compõem-se de uma ou mais orações principais e uma ou mais orações subordinadas.

CONECTIVOS subordinativos são as seguintes conjunções e locuções subordinadas:

CAUSAIS (iniciam a oração subordinada denotando causa.): que, como, pois, porque, porquanto. Também as locuções: por isso que, pois que, já que, visto que…
Ela deverá ser aprovada, pois estudou com dedicação.

COMPARATIVAS (estabelecem comparação): que, do que (depois de mais, maior, melhor ou menos, menor, pior), como…Também as locuções: tão…como, tanto…como, mais…do que, menos…do que, assim como, bem como, que nem…
Ela é mais estudiosa do que a maioria dos alunos.

CONCESSIVAS (iniciam oração que contraria a oração principal, sem impedir a ação declarada): que, embora, conquanto. Também as locuções: ainda que, mesmo que, bem que, se bem que, nem que, apesar de que, por mais que, por menos que…
Ela não foi aprovada, embora tenha estudado com dedicação.

CONDICIONAIS (indicam condição): se, caso. Também as locuções: contanto que, desde que, dado que, a menos que, a não ser que, exceto se…
Ela pode ser aprovada, se estudar com dedicação.

Finais (indicam finalidade): As locuções para que, a fim de que, por que…
É necessário estudar com dedicação,para que se obtenha aprovação.

TEMPORAIS (indicam circunstância de tempo): quando, apenas, enquanto…Também as locuções: antes que, depois que, logo que, assim que, desde que, sempre que…
Ela deixou de estudar com dedicação,quando foi aprovada.

CONSECUTIVAS (indicam conseqüência): que (precedido de tão, tanto, tal) e também as locuções: de modo que, de forma que, de sorte que, de maneira que…
Ela estudava tanto, que pouco tempo tinha para dedicar-se à família.

INTEGRANTES (introduzem uma oração):se, que.
Ela sabe que é importante estudar com dedicação.

Elementos de Coesão – tabela de conectivos

É fundamental na redação a apresentação clara das ideias, e para se alcançar isso as frases devem estar bem articuladas. Essa articulação chama-se coesão textual, a qual é explicitada por meio de elementos conectivos, normalmente conjunções, advérbios e pronomes.

Os elementos de coesão promovem o encadeamento das ideias: frase B retoma elemento da frase A; parágrafo B refere-se à informação do parágrafo A. Assim o texto tem um encaminhamento lógico, pois mantém o eixo temático.

Mas, na hora de escrever, difícil mesmo é lembrar todas as possibilidades ou evitar a repetição dos mesmos conectivos. Pensando nisso, disponibilizo para você uma tabela com os principais conectivos, assim, quando for produzir suas próximas redações tenha ela em mãos para não falhar na coesão textual e, consequentemente, ampliar o seu vocabulário.

O que são conectivos?

Os conectivos são palavras que unem orações num período frasal. Não deu para entender ainda, não é? Os conectivos são aquelas palavras que dão sentido em uma frase longa, em que queremos unir e/ou repelir diferentes ideias.

Os conectivos é que nos ajudam a dar coesão e sentido às nossas frases. Quando escolhemos de forma errada os conectivos que usaremos podemos acabar com todo o sentido da frase que queríamos comunicar.

Falando assim, parece que os conectivos são palavras muito difíceis, mas são aquelas que sempre estão em nosso vocabulário e, às vezes, nem nos damos conta de sua importância.

Quais os exemplos de conectivos?

Alguns exemplos são: e, mas, nem, também, senão, porém, entretanto, contudo, ou, ora, que, porque, pois, como, entre vários outros.

Dentro desse próprio texto tivemos várias frases com esses conectivos. Para que você entenda o uso deles, pode procurar dentro das explicações esses usos, além de reparar nesse exemplo que usa três conectivos:

“Amanhã iremos ao parque fazer um piquenique, mas ainda não decidimos se levaremos comida ou se compraremos lá mesmo, pois ainda estamos calculando o que sairá mais em conta.”

Preste atenção na frase e em como os conectivos passam desapercebidos por nossos olhos, mas, na verdade, são eles que dão o grande sentido à frase. Talvez por não notarmos a importância deles muitas vezes temos dúvida na hora de utilizá-los e por isso vamos ao próximo tópico.

Como utilizar um conectivo?

A maioria dos conectivos tem múltiplos sentidos, então é preciso ficar atento ao que cada palavra significará dentro da sua frase e/ou texto. Para organizar os conectivos, eles são divididos por seu sentido, como em alguns exemplos:

Aditivo: (aqueles que trazem adição, que complementam) e, nem, tão, também…

Adversativo: (aqueles que trazem oposição) mas, porém, todavia, senão…

Alternativo: ou, ora, já, que…

Conclusivo: logo, portanto, por conseguinte…

Explicativo: que, porque…

Dúvida: talvez, quiçá, quem sabe…

Hipótese: se, caso, eventualmente…

Comparação: como, da mesma maneira, da mesma forma…

Para utilizar os conectivos corretamente é preciso avaliar o sentido que você quer dar àquela frase. Eles servem para facilitar a sua comunicação com o leitor, por isso você precisa entender a função dele na frase que você está escrevendo.

Este texto te ajudou? Teste seus conhecimentos sobre os conectivos comentando aqui e tentando aplicar da melhor forma as dicas que demos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *